.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
23
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Dia Nacional do Doente co...

. Sistema Cárdio-Respiratór...

. Ano Internacional do Sane...

. Dia Mundial da Saúde 2008

. Leucócitos

. Sangue

. The Human Body: Nervous S...

. Sistema Nervoso

. HIV / SIDA

. HIV / SIDA

.arquivos

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.tags

. todas as tags

.Contador de Visitas

empresas
empresas
blogs SAPO

.subscrever feeds

Sexta-feira, 9 de Novembro de 2007

Sistema Reprodutor Feminino

O sistema reprodutor feminino é formado por o ovário, a trompa de falópio, a vulva(lábios, clitóris e orifício genital), o útero e a vagina e cada um tem a sua respectiva função.
 
 
Fig.1-Sistema Reprodutor feminino
 
 
Constituição do Sistema Reprodutor Feminino:
 
Gónadas
 
Ovários– tem a função de produzir as células reprodutoras femininas, chamadas óvulos, além disso, produzem as hormonas sexuais femininas: o estrogénio e a progesterona.
 
 Vias genitais
 
Trompa de Falópio–  onde ocorre a fecundação, ou seja, a união do espermatozóide com o óvulo, dando-se a fecundação.
 
Útero– é o lugar onde o embrião se instala em caso de gravidez.
 
           Vagina- Canal muscular que estabelece a comunicação entre o útero e o exterior do corpo.
Órgãos genitais externos
 
             Vulva
            Constituída por:
            - lábios;
            - clitóris;
            - orifício(abertura) genital.
 
 
 
 
Em cada ovário existem 400 000 folículos (células germinativas). Quando um folículo amadurece e a sua parede externa e do ovário rompem-se pela acção do ovócito II (óvulos não fertilizados), diz-se que ocorreu a ovulação.
 
Ciclo sexual
 
            Dá-se quando iniciam-se processos na puberdade e se interrompem na menopausa. Este conjunto de processos compreende alterações nos ovários(ciclo ovárico) e no útero(ciclo uterino). 
 
 
 Ciclo ovárico
 
Como referido anteriormente, é no ciclo ovárico que ocorrem transformações nos ovários que depois levam à formação e libertação do ovócito II (14ºdia)(Fig.2).
 
 
 
 
 
 
 Ciclo uterino
 
Conjunto de mudanças que afectam mensalmente(28 dias) o endométrio(parede interna/esponjosa do útero que permite a fixação do embrião).
 
 
Fases do Ciclo Uterino(Fig.3- Nota- a segunda fase chama-se luteínica):
 
1º- Fase Menstrual- Leva cerca de 5 dias e resulta da ruptura dos vasos sanguíneos e também da descamação do endométrio que ao total, constituem o fluxo menstrual.  
 
2º- Fase Proliferativa- Leva 9 dias, no qual ocorre a reconstituição do endométrio e dos vasos sanguíneos.
 
3º- Fase Secretora- Dura cerca de 14 dias, nos quais as glândulas do endométrio produzem secreções, preparando o útero para a recepção do embrião.
 
Durante o ciclo ovárico, produzem-se hormonas que estimulam o endométrio. Mas na ausência de fecundação, o corpo amarelo sofre regressão e ocorre a menstruação. Termina assim um ciclo e inicia-se um novo ciclo sexual.
 
 
O ciclo sexual é muito importante porque:
 
- Permite que, normalmente, um único ovócito II seja libertado dos ovários em cada mês, de forma a que um único embrião se desenvolva;
- Produz um endumétrio rico em nutrientes, de forma a gravidez ter condições adequadas.
 
A Regulação hormonal
 
No sistema reprodutor feminino, as hormonas sexuais são os estrogénios e a progesterona, que se produzem nos ovários. Essas hormonas são responsáveis por:
-         Crescimento dos órgãos sexuais;
-         Produção dos ovócitos II;
-         Actuação sobre o útero, sendo responsáveis por todas as transformações que ocorrem no endométrio;
-         Aparecimento/desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários.
 
Tal como no homem, as hormonas hipofisárias da mulher também se chamam FSH e LH, que são produzidas no hipotálamo e hipófise, que são reguladoras do ciclo sexual. No ciclo sexual ocorre o mecanismo de retroacção (correlação hormonal entre os ovários, o útero e o complexo hipotálamo- hipófise). A variação da concentração das hormonas ováricas no sangue regulam o útero e também as hormonas hipofisárias. Então estas controlam a produção de hormonas ováricas inibindo ou estimulando os ovários.
 
Fecundação
            Processo de fusão do espermatozóide com o óvulo. (Fig.3). Desta união resulta o ovo. Cerca de uma semana depois, o embrião implanta-se no endométrio(nidação)
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
      Após a ocorrência da nidação, o ciclo sexual é interrompido durante a gravidez. A parede do útero continua a ser estimulada pelas hormonas ováricas, para se manter espessa de forma a garantir a nidação. Ao longo do tempo vai-se formando a placenta (revestimento do embrião que selecciona a passagem de substâncias). A placenta faz a comunicação com o embrião através do cordão umbilical. É através deste cordão que o embrião recebe oxigénio e nutrientes indepensáveis, ao mesmo tempo que envia à mãe dióxido de carbono e outros produtos de excreção, para que sejam eliminados.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Fig.4- O desenvolvimento do embrião.
 
 
 
Após 40 semanas, o feto está preparado para a sua grande entrada no mundo exterior
 Como não vou falar da matéria seguinte, aproveito só para falar dos métodos contraceptivos. Sem estes, a mulher não conseguiria evitar uma gravidez não desejada e também defender-se contra uma doença que tem agravado a população mundial, a SIDA (Dia Mundial Contra a SIDA).
                                                                                  Daniel Viegas Fragoso nº8 9ºA
sinto-me:
publicado por EscolaJNJ às 19:49

link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De xzkjzxas a 30 de Novembro de 2010 às 22:29
GOSTO MUITO DO TEU TRABALHO DANIEL. EU SOU PROFESSORA DE CIÊNCIAS E ACHO O TEU TRABALHO MUITO BOM. PARABÉNS!
De Hellen a 1 de Novembro de 2011 às 16:20
Gostei muito do seu trabalho Daniel achei muito interesant em relaçao a este tema.Hellen
De Anónimo a 3 de Outubro de 2012 às 06:37
gostei mui do seu trabalho e expero mais e muitas outras coisas continua assi com expirito d criatividade
De BAPTISTA J.MUROMBO a 5 de Fevereiro de 2013 às 15:26
Oi Daniel sou enfermeiro geral gostei desse seu trabalho relacionad a anatmia e fsilogia hmana.parabns.

Comentar post